Performance como estratégia mercadológica

Branquitude na base da construção de imagem da revista Glamour no Instagram

Autores

  • Amanda dos Santos Moura Universidade Federal Fluminense (UFF)

DOI:

https://doi.org/10.31657/rcp.v7i13.655

Resumo

Neste artigo, refletimos sobre como as mudanças sociais ecoam no mercado e, muitas vezes, transformam os discursos publicados na conta do Instagram da revista feminina brasileira Glamour. Pensamos, então, sobre como esses discursos são apresentados, e se reforçam ou refutam outros já existentes em uma sociedade estruturalmente racista (ALMEIDA, 2018), como a brasileira. Além disso, analisamos como as branquitudes fundamentam e colaboram com a construção dessa representação das mulheres negras, considerando especificamente o contexto digital. Para tal, refletimos sobre a atuação da revista Glamour nas publicações em sua conta de Instagram no Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, no ano de 2022, especialmente, em relação à raça, racismo e gênero. Levando em consideração, principalmente, os conceitos de performance (AMARAL; SOARES; e POLIVANOV, 2018); capital solidário (CAMPANELLA, 2014); coerência expressiva (SÁ e POLIVANOV, 2012); e daltonismo racial (BONILLA-SILVA, 2006; HAMILTON, 2020; e NOBLE, 2016). 

Downloads

Publicado

27/10/2023

Como Citar

Performance como estratégia mercadológica : Branquitude na base da construção de imagem da revista Glamour no Instagram . (2023). PAULUS: Revista De Comunicação Da FAPCOM, 7(13). https://doi.org/10.31657/rcp.v7i13.655